Painéis de LED

A comunicação visual através de painéis de leds, tem sido muito aplicada em ambientes indoor e especialmente em outdoor, pois temos painéis com brilho e robustez para serem utilizados ao ar livre, onde são visíveis mesmo sob incidência de luz solar. Com a diminuição do “pixel pitch” e escalabilidade de venda, o valor da solução tem sido mais acessível e a utilização em ambiente indoor tem aumentado consideravelmente.


O que é "pixel pitch"?

Quando se observa de perto uma tela LCD, o monitor de seu PC por exemplo, consegue-se enxergar pequenos pontos coloridos chamados de pixels. É possível distinguir pequenos “quadrados” de cores e intensidades diferentes, que vistos de uma certa distância compõem uma imagem. Quanto maior o número de pixels, e menor a distância entre eles (“pixel pitch”), melhor a qualidade, melhor a visualização da imagem. 

Em um painel de LED temos a mesma analogia, porém os pontos são formados por LEDs – Diodos Emissores de Luz. Quanto maior o número de LEDs, melhor a resolução do painel. Portanto o "pixel pitch" é a densidade destes pixels em um painel de LED e usamos a letra "P" para definir a distância em mm do centro de um pixel até o centro de outro pixel próximo (P1.5, P2.5, P3.9, P4, P10...). 


Quanto maior o "pixel pitch", menor a resolução do painel de led, pois temos menor densidade de pixels. A denominação do "pixel pitch" nos ajuda a entender a distância aproximada de visualização ideal do painel de LED. De forma simples muitos usuários associam que um painel P1.5, é apropriado para uma visualização ideal cerca de 1,5 metros de distância, um P4 a 4 metros e assim sucessivamente. 


Equipamentos para solução com painel de LED:

  • Módulos de LED – São as partes integrantes de um painel e de acordo com a aplicação é especificado o "pixel pitch", o brilho, se o uso será indoor ou outdoor e se a manutenção será frontal ou traseira;
  • "Receiving Card" – Previamente incorporado em cada módulo do painel de led, e interligado com o "sending card", é responsável pela exibição das imagens em cada módulo;
  • "Sending Card" – É a interface entre a CPU e os "receiving cards", responsável pelo controle de brilho, temperatura e ajuste de posição dos módulos;
  • CPU – Responsável pela execução das mídias e arquivos a serem exibidos no painel, com performance adequada para a função de player.
  • Estrutura de montagem, acabamento e cabeamento – Para cada tipo de instalação temos uma estrutura dimensionada, pois o projeto de painel de LED é customizado caso a caso.

A vantagem do painel de LED quando comparado aos monitores profissionais é a redução do consumo de energia elétrica, facilidade de instalação (por ser modular), melhor visualização por não ter "bordas" na tela, facilidade de customização de tamanhos e rapidez na manutenção quando necessário.

OUTRAS SOLUÇÕES